Pular para o conteúdo

Folhas caídas

28/09/2011
tags:

Sou aquela árvore frondosa

Meu sangue é sua seiva

O meu corpo enterrado em santo solo

Alimenta-a. Suas raízes em minha carne penetraram

Sua matéria viva agora é minha

Da mesma forma que minha carne morta é sua.

Em seu silêncio eu não morri

Vivo no farfalhar da folhas

No fruto que cai

Na água da chuva que sacia

No sol que ilumina

E na mão que alimenta

Sou a matéria que ama

A matéria que pensa

Sou um ente

Em que a seiva é seu sangue

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: