Skip to content

Pelo sim, pelo não

20/09/2011

É saber ouvir o que disser o sorriso
Chorar a saudade como um homem
E, a cada lágrima ver que no fundo
Temos um grande coração menino

É água que escorre do sol na chuva
É o sol que escorre da chuva no céu
O brilho tênue dos olhos tão lindos
O amor de sonhos coloridos e idos

Em qualquer caminho que escolha
Se afasta a cada passo dos sonhos
A cada sonho que nós lembrarmos
Escolhemos um caminho diferente

Por todo não que se diz em cada sim
Por todo sim que perdemos em vão
Por todo não que insiste em existir
Quando na verdade sempre foi sim

No fundo dos meus olhos você vê
Aqui não exsite toda aquela magia
Mas magicamente sempre surgirá
Um brilho em todos os recomeços

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: