Skip to content

Capitão do Nada

18/06/2011

Vê aquele velho sentado no barco! Olhos profundo e vazios de quem não erra a fisgada. No espelho d’água ele vê um fantasma, que morreu no derradeiro amor e a terra esqueceu-se de levar. Solitário como sua canoa na imensidão marrom de águas calmas e correntes, sempre o levando para longe… Longe de si mesmo. Mas sempre tem que voltar, com os braços cansados, para o mesmo ponto em que deixou seus restos mortais, insistentemente vivos como a velhas mangueiras afogadas ali perto. Afogadas como os sonhos desse velho pescador.

Quem passava por ali via um moribundo, chapéu castigado de palha, olhos amarelos e dentes escuros de café ruim e na camisa faltavam dois botões: Era um homem só. Os pescadores da região sentiam um misto de admiração e dó: Um exímio pescador, sempre voltava para casa com a proa cheia… Mas, sempre afastado, sempre só, jamais esboçara um sorriso, proa cheia… Coração vazio.

O ultimo sorriso ficou com um eterno amor há tantos anos atrás que nem lembra mais o rosto. Sol nas costas que tentaram levar o mundo, mas que o mundo nunca fez o favor de levar. Rosto sulcado e mãos calejadas de quem sofreu em vão. De quem sempre viveu a vida de alguém. E hoje, por tudo de bom que fez, foi contemplado com uma vida de solidão. Parabéns, velho amigo! E o pior, que se hoje o perguntam: Se pudesses voltar atrás? Sua resposta precisamente seria: Faria tudo outra vez, mas morreria antes do final!

Nem lembra o pobre, o final começou no início: Quem é pego para Cristo, tem vida de cão! Querido amigo me responda: Quis custodiet ipsos custodes?  Meu velho, viver por outrem é não ser alguém e morre um ninguém! “Jogado a própria sorte de um grande azarado”, como já dizia um grande amigo.

O Sol se põe, levando mais um suspiro de vida desse velho capitão. É hora de voltar e castigar um pouco mais esses braços cansados. Em casa, deitar a cabeça no saco de tarrafa, e esperar a morte. No entanto, a paz no olhar vazio desse senhor dá a exata dimensão de quem caminha para o poente da vida com a sensação de missão cumprida.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: