Skip to content

Quero você do começo ao fim

25/03/2011

Para ser sincero, eu queria você
A estrada se bifurca, fatalmente
Onde haveria uma reta até você
Enquanto, deitado, vivo devaneios

Vagabundas e beatas deitam-se
Gozam, levantam-se, e vão-se
E eu parado olhando indiferente
Sempre o mesmo ponto fixo

Enquanto os corpos nus esvaecem
Na nuvem quente de fumaça branca
Saboreio, leve, mais um gole de vodka
Talvez alto, algum rosto lembre o seu

Ensaio em cordas de prata e nylon
A canção que te mandei, só pra dizer
Que, sinceramente e enfim, adoro você
Você lembra, eu sei que sim

A paisagem seca de faroeste e o vento que corre,
Me lembram do sorriso mais lindo de uma catequista

Vou ascender mais este cigarro
E queria, que na próxima nuvem
Você surgisse, sorrindo e linda
Para ser sincero, eu quero você

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: