Pular para o conteúdo

Ouvir bolero e pensar em você

22/03/2011

 

Entre as mãos soadas, a taquicardia
A perna que teima em balançar,
Aquele sorriso, que nada me dizia
E o abraço que fez o mundo parar

Paixão, mais uma vez: coração-leão

Tua boca me pedia um beijo
Mas você não ouvia
Os meus olhos te falaram tudo
Mas você nada neles via

Tentei somente apertar sua mão
Mas meu corpo reclama o teu
Tentei de tudo, tentei em vão
E te abraçar fez esta insônia

Na verdade não tentei nada pra abster
Deixei-me apaixonar, com alegria
Acho que tenho gosto por utopia
Vou adorar ouvir bolero e pensar em você

Tua boca me pedia um beijo
Mas você não ouvia
Os meus olhos te falaram tudo
Mas você nada neles via

Sei que meu vôo continua solo
Como a solitária ave de rapina, só e a mercê
Entro nesse crime agindo com dolo
Mas sei… vou adorar ouvir bolero e pensar em você

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 24/03/2011 13:01

    Que belo poema… *-*

    Daria também uma bela música…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: