Skip to content

Uma casa no alto do morro

30/11/2010

Era só uma casa no alto do morro
De onde acreditava ver o mundo
Onde se vivia livre, leve e solto
E o Amor era bem mais profundo

Na aurora o cheiro de fumo queimado
O Amor intrínseco em cada gota de café
O cigarro, naquela velha boca, pitado
E, no rosto, rugas de homem de fé

A paz no cheiro do solo molhado
A terra em contato com os pés
Sentir na pele as gotas de orvalho
Gozar um banho nos igarapés

Era só uma casa, longe, lá no alto
Onde uma mulher esperava na janela
Cheirando a tempero, vestido molhado
E como o brilho nos olhos só via nela

Era só uma casa, era só uma família
Mas naqueles olhos e rugas podia notar
A felicidade quando esse povo sorria
A perfeição no simples gesto de amar

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Alana permalink
    25/12/2010 14:18

    Moleno esse lugar deve ser maravilhoso,mais aonde fica essa casinha? Queria ir pra lá,pra ver seu encontro um véio com um cigarro,tomando café…rsrsr’ pra mim conversar com ele!
    Liindo!
    bxjo

  2. 14/12/2010 13:32

    Esse negu tah cada dia mais poético!! rs..
    Mandou mto bem… Ficou massa!! Abraçs..

    PS: Visitem tambem o meu blog:
    BioLoukos IFPI: O blog da sua BIO(vida)!! ^^

    Abraçs…

  3. lorrainy Cortez permalink
    09/12/2010 19:20

    Sei onde fica essa casa….sinto tanta saudade de lah!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: