Skip to content

Produtos em série x Produtos Artesanais

22/11/2010

Homem tem que ser musculoso da cintura pra cima, as pernas finas, usar blusas apertadas e calças folgadas (na verdade a calça é compatível com a camisa… mas num tem é com o que encher mesmo): Isso é ser bonito. Beber. beber, beber até cair, vomitar, ser carregado, inconsciente, inconseqüente, arrogante. Mulher é um brinquedo, um objeto sexual, manipulavel, divertido e descartável: Isso é ser irresistível. Não tem que entender de nada além de futebol ( música, teatro, flores, literatura são coisas insignificantes e dispensáveis). Entender de futebol e falar muita, mas muita mesmo, bobagem, incoerência, estupidez e ignorância: Isso é ser o legal. Bater nos mais fracos, humilhar quem tiver menor poder aquisitivo, contar quantas mulheres “pegou”, e fazer até apostas entre os demais patetas, para saber quem “pega mais”,. Reduzir as mulheres a números e contar vantagem publicamente: Isso é ser engraçado. Homens, todos iguais, sempre o mesmo físico, o mesmo espírito… enfim, mesma embalagem e inútil conteúdo. Homens produzidos em série.

Nesse capitalismo social, que espaço tem os românticos? Aqueles que se preocupam com o sentimento feminino acima de tudo? Aqueles que gostam de música, teatro, flores, literatura? Aqueles que, ao invés de “Teus corne é shows”, é capaz de recitar os melhores sonetos, dos melhores poetas?

Quem dá mais (ou pelo menos alguma coisa) pelos homens artesanais? Produzidos um a um, portanto poucos, mas com embalagem original, feita com muita apreço e amor, e conteúdo amplo e vasto, que o simples deslacrar pode abrir um universo diante do teu olhar, menina. Nobres amantes, homens das serenatas, do amigo violão, em que corpo da mulher amada (pois, sim, eles amam) nas mãos é jóia mais preciosa e cobiçada, que teu prazer vale imensuravelmente mais que a mais intensa ejaculação. Seres capazes de devolver ou fazer nascer em cada mulher a certeza do Amor. Pobres artesanais: simples, únicos, desvalorizados, mas sempre a espera de um mundo onde o Amor valha mais.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Nara permalink
    15/02/2011 09:21

    Creio que estás muitos pessimista maeu caro, sei que os dias atuais nem tem nos colocado nos lugares mais confortáveis, não tem valorizado nossos sentimentos…tem fabricado homens em massa ao priorizar padrões estéticos e comportamentais…daqui a alguns dias, aqueles que se oporem a essa alienação em massa serão os “rebeldes”, como nos grandes filmes dos heróis, que tanto nos fscina, talvez por que eles trazem em sua simbologia a coragem e força para a mudança, que não se mostra a nós simples mortais…usei o “nós”, porque ainda me considero como alguém que foi feita a mão, cada detalhe, o sopro da êxtase por escrever, por sentir, amar, chorar, sofrer…ah…como são bons os momentos de crise, sempre são mais produtivos…então, grande homem artesanal, tem muitas mulheres artesanais por ai…mais estamos tão acostumados a olhar para as grandes vitrines das lojas em busca dos padrões, que não entramos no recôntidos das pequenas lojais artesanais para encontrar os homens mais especiais…!

    Obs: Eu, como uma mulher artesanal, soube encontar meu homem artesanal…!!

  2. O'hanna permalink
    26/11/2010 14:38

    AMEIII o texto…Vivemos em um mundo onde os valores foram invertidos,e na verdade muita coisa se perdeu.Mais tbm,como diz no teu texto,as mulheres seeempre foram vistas assim,Mas na minha opinião,as pessoas só fazem com a gente aquilo que NÓS permitimos que elas façam.Quanto aos homens romanticos e tal…Ainda existe(Claro que não os encontramos em cada esquina)Mais tbm se não existir,a gente inventaa e trasforma ;D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: